É uma rocha metamórfica, composta predominantemente de minerais micáceos (clorita, sericita). É originada de metamorfismo regional atuando sobre sedimentos muito finos (pelíticos), compostos predominantemente por minerais argilosos. Outros minerais e substâncias presente na ardósia, em variadas proporções, são: quartzo de granulometria muito fina, óxidos e hidróxidos de ferro e manganês, carbonatos, sulfatos, estes últimos como cimento. 
No processo metamórfico estes óxidos tendem a se aglomerar dando origem a grumos escuros, ficando a ardósia mosqueada. Com o aumento de temperatura estes grumos dão origem a cristais de magnetita.

 

Características
Como é fundamentalmente composta de micas, sua dureza é baixa, ao redor de 2,5 na escala de Mohs, tendo, contudo uma boa resistência ao choque mecânico, além de sua impermeabilidade. As ardósias podem se apresentar com diversas cores, mas as mais comuns são: cinza, cinza esverdeada, cinza mosqueada, enferrujada, preta. Dependendo do grau de alteração química, elas podem também ser vermelho róseo, amareladas, cor de vinho, etc. 
É uma rocha muito apreciada pelos arquitetos, que alia uma beleza rústica a um preço acessível.

 

Aplicação
Tampos de mesa, bancos, prateleiras, degraus e etc.

 

Ardósia

Ardósia

ARDÓSIA

VEJA TAMBÉM

Ardósia